Skip to content
Human Risk

2024: conscientize sua equipe sem onerar seu time!

Com o mercado cada vez mais preocupado com o papel do fator humano nas estratégias de segurança, este é o momento ideal para otimizar suas operações com uma solução de conscientização automatizada e que não onera a sua equipe!

2024: conscientize sua equipe sem onerar seu time!
Ramon de Souza

Ramon de Souza

(ISC)² Certified in Cybersecurity | Journalist | Author | Speaker

6 min de leitura 

O mês de dezembro costuma ser turbulento para as empresas — afinal, chegou a hora de olhar para trás, rever os resultados do ano, realizar apontamentos sobre lições aprendidas e já se preparar para o novo ciclo que começará em breve. É o momento ideal para rever prioridades, alocar orçamentos e planejar ações para otimizar aquilo que poderia ter sido melhor — e, quando o assunto é segurança da informação, sempre podemos melhorar nossas estratégias para combater ameaças e riscos cibernéticos.

É inegável que, ao longo de 2023, o mercado global de cibersegurança registrou um crescimento significativo em maturidade, com muitos executivos e decisores finalmente percebendo a importância de se investir tanto em pessoas quanto até então se investia em tecnologia. Isso inclui a conscientização de colaboradores e o gerenciamento do risco humano, que cada vez mais se prova crucial para criar uma cultura interna human-centric e focada na proteção de dados e informações sensíveis.

Ainda há tempo para “arrumar a casa” e iniciar 2024 com um programa de conscientização robusto, bem-estruturado e focado em resultados — e, o melhor de tudo, sem onerar a sua já sobrecarregada equipe de SI e com um investimento que, a médio e longo prazo, prova-se muito menor do que o uso de um ferramental extenso de soluções tecnológicas para frear ameaças que podem ser evitadas com a educação do usuário.


Configure tudo e já está pronto!

Enquanto outras plataformas similares oferecem recursos de conscientização, mas ainda o fazem de uma maneira que se torna necessária a intervenção constante de um profissional técnico para sua aplicação, a Eskive se destaca como uma solução pioneira ao propor um formato set it and forget it. Projetamos uma jornada de aprendizagem com o auxílio de especialistas em security awareness que engloba tudo o que a sua equipe precisa saber, com simulações de ataques realistas e módulos educacionais de fácil absorção.

Uma vez que o programa esteja configurado, basta “dar um play” para que ele se mantenha sozinho — as aulas e sensores de comportamento inseguro são disparadas para os e-mails dos colaboradores, tal como boletins, avisos e lembretes automáticos, garantindo o máximo de engajamento possível sem a necessidade de que eles façam uso de mais um aplicativo ou cadastro em alguma aplicação web.

Tudo isso gera métricas e insights valiosos, mas de fácil visualização e compreensão, que auxilia a equipe de segurança a tomar decisões com base nas deficiências e pontos fortes do quadro de colaboradores como um todo. O Quadrante Eskive, inclusive, permite escalar responsabilidades para todos os departamentos ao identificar setores internos mais problemáticos e preocupantes — tudo isso enquanto permite o acompanhamento individual da evolução (ou declínio) dos conhecimentos de cada funcionário.

Em tempos de escassez de talentos qualificados na área de cibersegurança, as enxutas equipes já estão atribuladas demais e investir em uma equipe — ou mesmo um profissional sequer — para cuidar exclusivamente da conscientização do fator humano não é uma realidade para a maioria das empresas. Isto posto, a proposta automatizada da metodologia Eskive é bem-vinda para solucionar esse gap de forma simples e acessível.


Treinamentos e sensores realmente eficazes

O crime cibernético evolui constantemente, tal como nossos conteúdos educacionais e acervo de ataques simulados, sempre atualizados para refletir os principais perigos que os colaboradores podem enfrentar no dia-a-dia — seja dentro ou fora do escritório. Aliás, quando falamos em ataques, é crucial lembrar que, na Eskive, você pode escolher os sensores que mais fazem sentido de acordo com seu core business e peculiaridades corporativas a partir de um vasto catálogo com motes realistas.

Os treinamentos seguem o conceito de microlearning, ou seja, pequenas pílulas de conhecimento de fácil absorção para que a jornada de aprendizagem seja leve e fluída. Os colaboradores não precisam dedicar muito tempo para concluí-las, tampouco utilizar qualquer aplicação externa para isto. Basta acessar cada aula interativa pelo navegador, seja no desktop, laptop ou dispositivo móvel — afinal, o layout é 100% responsivo.

Levando todos esses benefícios em consideração, vale a pena priorizar o fator humano neste momento de realocação de budget e conhecer as vantagens da plataforma Eskive. As ameaças contra a informação não esperam; aproveite os últimos dias de 2023 para iniciar 2024 com o pé direito, transformando seus colaboradores no elo mais forte de sua estratégia de cibersergurança.

Converse com a nossa equipe de consultores e saiba como podemos lhe ajudar a formar uma equipe de colaboradores preparada para lidar com as ameaças cibernéticas!

 


 

Últimos artigos

IATF 16949 e a necessidade de investir em programas de conscientização

IATF 16949 e a necessidade de investir em programas de conscientização

Considerada a norma de qualidade mais importante para a cadeia de suprimentos do setor automotivo, a certificação exige uma série de requis...

ISO 27001: a importância da gestão do risco humano

ISO 27001: a importância da gestão do risco humano

Cada vez mais adotada pelas empresas brasileiras, a tradicional família de normas de qualidade em gestão de segurança da informação também ...

Dia Mundial da Senha: nada de 12345, por favor!

Dia Mundial da Senha: nada de 12345, por favor!

Criada em 2013, a data comemorativa tem justamente o objetivo de conscientizar os internautas sobre a importância de desenvolver credenciai...